1. Pagina inicial
  2. Risco e compliance
  3. Desenrola Brasil
  4. Desenrola Brasil | Atos antidemocráticos - parte 2

Desenrola Brasil

Episódio 8 : 
Atos antidemocráticos - parte 2

Neste episódio vamos falar dos atos de vandalismo e invasões de 8 de janeiro e o que está envolvido na esfera do risco. Prisões dos envolvidos, quais crimes podem ser imputados, leis e como o World-Check entra nessa seara.

Escreva para gente!

Ficou com dúvida ou quer comentar algo sobre o que ouviu neste episódio? Escreva para gente!

  • 00:00:10:00 - 00:00:27:03

    Humberto Aleixo

    Oi Brasil! Bem vindos a mais um episódio do nosso podcast quinzenal de risco Desenrola Brasil. Eu sou Humberto e eu por aqui tenho o prazer de estar com as minhas companheiras do World-Check, as Meninas Superpoderosas. Oi Laura! Oi, Karina!

    00:00:28:03 - 00:00:31:18

    Laura Bullock

    Oi gente! Voltei. Voltei renovada.

    00:00:31:18 - 00:00:35:19

    Karina Avila

    Oi pessoal! Isso mesmo, A Laura voltou de férias.

    00:00:36:07 - 00:00:41:12

    Humberto Aleixo

    Bem vinda, Laura! Conta para nós um pouquinho como foi nas Maldivas.

    00:00:42:04 - 00:00:49:17

    Laura Bullock

    Aí foi um caos. Mas tá tudo certo. Férias é pra isso mesmo, pra passar perrengue.

    00:00:50:19 - 00:01:02:03

    Humberto Aleixo

    É isso mesmo, gente, que importa que você está descansada e está pronta para mais um ano que começa porque vai ter trabalho, tem trabalho, já está tendo trabalho, na verdade.

    00:01:02:03 - 00:01:07:20

    Laura Bullock

    Meu Deus, aquela aquela máxima que o ano só começa depois do carnaval. Esse ano falhou.

    00:01:08:13 - 00:01:13:01

    Humberto Aleixo

    Falhou e começou, na verdade, no dia 6 de janeiro. É isso?

    00:01:14:01 - 00:01:14:19

    Laura Bullock

    Oito

    00:01:15:03 - 00:01:15:14

    Humberto Aleixo

    Oito de janeiro

    00:01:16:07 - 00:01:16:17

    Laura Bullock

    Oito

    00:01:18:06 - 00:01:20:02

    Karina Avila

    Vai entrar para a história.

    00:01:20:05 - 00:01:21:00

    Laura Bullock

    Este vai ser o assunto do dia né ?

    00:01:22:00 - 00:01:24:02

    Humberto Aleixo

    Pois é, spoiler não consegui.

    00:01:26:15 - 00:01:56:21

    Humberto Aleixo

    A gente já gravou aqui em dezembro um podcast sobre os atos democráticos, mas eu acho que esse é um assunto que está muito em voga no momento. Todos os dias, quando a gente abre os jornais e tem novidades a respeito todos os dias, mesmo, praticamente. Então, acho que esse assunto requeria uma parte dois aí dos atos antidemocráticos. Normalmente as partes dois dos filmes de Hollywood nunca são tão boas quanto as primeira primeira, mas eu acho que essa promete, hein?

    00:01:56:21 - 00:02:00:04

    Humberto Aleixo

    Essa parte dois promete hein gente

    00:02:00:04 - 00:02:06:07

    Karina Avila

    Promete sim, tenho certeza. Temos muita coisa acontecendo e ainda não tem nenhum final.

    00:02:06:18 - 00:02:11:03

    Laura Bullock

    Não e daqui a pouco a gente faz a parte três

    00:02:11:03 - 00:02:42:15

    Humberto Aleixo

    Vai vir aí igual ao Velozes e Furiosos Parte 15, parte 17 Efim...Espero que não, né? Mas enfim, a gente sabe. Bom, da última vez que a gente se juntou para conversar sobre o que estava acontecendo, tinham pessoas acampadas em barracas em frente, quarteis militares. A gente debateu aí o que seriam atos antidemocráticos e tudo mais. Houve uma tentativa de invasão ao prédio da Polícia Federal, que é um prédio público.

    00:02:43:22 - 00:03:08:01

    Humberto Aleixo

    E aí agora muita coisa aconteceu. Depois de dezembro, os, os, os, as invasões, elas se consumaram. De fato, tivemos a invasão do Palácio do Planalto, invasão do prédio do Supremo Tribunal Federal, enfim, foi um caos. Um caos, né gente? Aconteceu de tudo em Brasília.

    00:03:08:01 - 00:03:16:07

    Laura Bullock

    Naquele dia. A gente falou sobre possibilidades de atos antidemocráticos e dia 8 de janeiro a gente viu a concretização desses atos.

    00:03:17:01 - 00:03:17:24

    Karina Avila

    A bomba estourou.

    00:03:19:15 - 00:03:22:21

    Laura Bullock

    Vou pegar a minha bola de cristal pra olhar os números da Mega sena. Pera aí, gente!

    00:03:24:09 - 00:03:50:16

    Humberto Aleixo

    E uma coincidência que na verdade, os atos democráticos que ocorreram nos Estados Unidos com a invasão do Capitólio foi no dia 6 de janeiro e aqui foi no dia oito. E me parece que isso foi tão premeditado que eles não queriam colocar no dia seis porque ia cair um dia de semana e aí obviamente teria menos gente participando da algazarra lá da farra.

    00:03:51:12 - 00:04:16:18

    Laura Bullock

    E aí começaram a chegar. Como o povo começou a chegar no dia seis, sabia? Até dois dias antes tinha aproximadamente 300 e poucas pessoas no acampamento do QG e 48 horas antes começou a encher. Aí no domingo já tinham 3,8 mil pessoas no sábado. No domingo não eram 3,8 mil pessoas no acampamento.

    00:04:17:04 - 00:04:18:15

    Karina Avila

    Uma pequena multidão.

    00:04:21:22 - 00:04:48:24

    Humberto Aleixo

    Vamos começar do começo. Bom, em dezembro a gente comentou aí de tentativa de invasão do prédio da Polícia Federal. E aí, agora, como nós comentamos, o fato se consumou. Então invadiram o Palácio do Planalto, invadiram prédio do STF, quebraram e saquearam obras de arte valiosas. Ocorreu de tudo, né gente? E aí que o que que vocês tem a dizer a respeito disso tudo?

    00:04:49:03 - 00:05:40:21

    Karina Avila

    De tudo? Então é uma pena, mesmo que esteja sendo essas peças tão importantes, né? De. De. De conteúdo histórico pro Brasil e para o país que foram dadas a presidentes anteriores de séculos anteriores, que são peças caras e que custam realmente dinheiro e tem um valor sentimental e histórico em si. Então existe até no momento. A semana passada foi pedido o bloqueio de 18 milhões e meio em bens de cinquenta e duas pessoas e sete empresas que estão sendo investigadas pelo financiamento dos atos por estarem ligados ao fretamento, até de ônibus.

    00:05:41:07 - 00:06:20:06

    Karina Avila

    Em relação a levar as pessoas até Brasília e no dia 24, no início dessa semana, a Advocacia Geral da União protocolou na Justiça Federal, em Brasília, uma ação nova de bens de investigados, de pessoas investigadas nessa. Nesse ato antidemocrático e pediu a indisponibilidade do patrimônio de 40 pessoas físicas, gente. Então, assim essas pessoas estão presas no momento e elas foram presas em flagrante no dia do ataque aos prédios.

    00:06:20:15 - 00:06:52:12

    Karina Avila

    Então, assim, existe toda uma questão de que eu acho que esse povo na verdade não pensou que eles se encrencariam tanto gente, porque assim eles vão... Ah, o bloqueio em relação a remover veículo da pessoa, a remover casa, a remover bens pessoais que eu tenho certeza que tem gente que estava lá, que não tem bens materiais. Gente, não são pessoas ricas, né?

    00:06:52:20 - 00:07:12:12

    Karina Avila

    E vão perder o pouquinho do que tiveram por causa da manifestação. Então, assim, eu espero que tudo seja refeito, recuperado e que essas pessoas tenham. Caiam a ficha porque é tarde demais. Mas por favor, não repitam um ato desse.

    00:07:13:17 - 00:07:42:03

    Humberto Aleixo

    Você tocou no assunto que eu acho bem importante e relevante também, que você falou aí que a Justiça determinou o bloqueio de bens de quem está financiando esse tipo de vandalismo né? De ato. Quando gente sentou para conversar sobre esse assunto em dezembro. A impressão, pelo menos que a gente tinha é que a justiça andava muito morosa em relação a tomar atitudes com relação a essas pessoas.

    00:07:42:18 - 00:08:17:06

    Humberto Aleixo

    Aí muito se questionava se ia haver anistia para esse presidente Bolsonaro e para quem estava financiando os atos também. E aí a gente passou a colocar em xeque a justiça no Brasil. Se realmente iria haver punição para quem tentou aquele golpe, enfim, para quem estava lá acampado em frente ao quartel e tudo mais. E aí, depois que o fato se consumou e teve a invasão de Brasília, as coisas começaram a andar e aí a gente começou a ver algum movimento e tal.

    00:08:17:06 - 00:08:44:08

    Humberto Aleixo

    Assim como Alexandre de Moraes determinou a prisão de 1000 e tantas pessoas. Se eu não me engano, começou a haver uma investigação mais aprofundada da Polícia Federal. Aí começaram a aparecer as primeiras denúncias. E o que é que você pode falar pra gente aí a respeito de que, finalmente parece que a Justiça decidiu acordar, digamos assim?

    00:08:45:18 - 00:09:14:10

    Laura Bullock

    E olha como acordou, né, meu Deus! Mais de 1000 pessoas foram presas entre os dias 08 e 09, né? Porque no dia oito a polícia chegou a cercar alguns prédios invadidos e prendeu as pessoas estavam lá dentro. E também teve quem foi preso no acampamento no dia seguinte, porque teve gente que saiu de lá e foi pra acampamento e foi preso no acampamento.

    00:09:14:10 - 00:09:46:13

    Laura Bullock

    No dia seguinte, em ônibus, ônibus foram parados e tal. Esse povo foi todo levado para um local assim e todo mundo passou por audiência de custódia. Então muita gente fala, muita gente inocente foi presa e tal, mas a audiência de custódia, ela também tinha feito esse filtro, né? Então foram mais ou menos 4000 pessoas que participaram disso e aproximadamente 1300 e poucas estão presas ou foram.

    00:09:46:13 - 00:10:18:01

    Laura Bullock

    Como é que se chama? Consideradas pessoas de interesse estão sendo investigadas? Algumas foram liberadas sobre medidas cautelares, tornozeleira eletrônica e tudo mais, e outras continuam em prisão preventiva. A prisão preventiva a gente sabe que não tem tempo para acabar e as decisões do porque que elas estão em prisão preventiva exatamente ainda não foram liberadas. Foram liberados nomes de quem está em prisão preventiva e de quem foi liberado por medidas cautelares.

    00:10:18:24 - 00:10:42:19

    Laura Bullock

    Mas, de qualquer maneira, começou a surgir denúncia também, né? Então a Justiça montou uma força tarefa para passar pelas audiências de custódia, pelas decisões de prisão preventiva ou de liberação sobre medidas cautelares de falar e aí, tudo bem, não tem problema. A pessoa quando trabalha em duas línguas fica assim, meio misturada.

    00:10:42:23 - 00:10:43:20

    Karina Avila

    Confusa, e.

    00:10:44:08 - 00:11:24:12

    Laura Bullock

    Isso aí começaram a aparecer denúncias. Agora, eu acho que por questões de segurança também do andamento do processo, não tem nome, mas teve uma denúncia que teve um documento cheio de tarja publicado pelo Ministério Público, a Procuradoria Geral da República, e nesse documento fala que até o momento houve a comprovação dos delitos 288 e 286. O que é o 286, a incitação ao crime, equiparada pela animosidade das Forças Armadas contra os poderes constitucionais e a associação criminosa que é o 288.

    00:11:25:11 - 00:11:34:17

    Laura Bullock

    E é muito engraçado e até um pouco triste, porque, como vocês falaram, eles nem sabem o que eles fizeram de errado, né? Não sabem.

    00:11:36:03 - 00:12:03:17

    Karina Avila

    Né? É uma situação complicada, né? E não sabem ou dizem que não sabem, né? E acho que também foi um pouco um povo meio humilde, talvez, que entrou nessa nesse movimento e eles não entenderam, nunca entenderam a dimensão que isso poderia tomar, né? E estão pagando o preço por isso.

    00:12:03:17 - 00:12:26:00

    Laura Bullock

    É o porque, né. O porque do Estado decidir punir alguém que em parte ou pessoas que invadem os três poderes e quebram tudo e pedem um golpe militar. Muita gente fala que que é opinião né? Mas existe aí um limite para a liberdade de expressão.

    00:12:27:14 - 00:12:57:21

    Humberto Aleixo

    Bom meninas, vocês tocaram em outro assunto bem relevante, que são o que é a denúncia, inclusive com os respectivos códigos, artigos, desculpa do Código Penal , 288 e tudo mais que a associação criminosa que vai. Da última vez que a gente sentou para conversar, a gente debateu muito a respeito de possibilidades...Caso a investigação prosseguisse e essas pessoas viessem a ser denunciadas.

    00:12:58:08 - 00:13:34:11

    Humberto Aleixo

    Em quais critérios elas se enquadrariam? Seria terrorismo? Seria organização criminosa? Os políticos envolvidos, aí a gente pega seria prevaricação e tudo mais. E aí agora a gente já tem, né? Tem os fatos. Então, realmente a associação criminosa na destruição do patrimônio público. Meu ponto que eu queria levantar assim a gente sabe que essa galera que está envolvida aí vocês falaram gente humilde, gente que veio do interior, de ônibus e tudo mais, comendo quentinha.

    00:13:34:23 - 00:14:01:08

    Humberto Aleixo

    A gente sabe que essa galera é peixe pequeno, Tem gente por trás de tudo isso, com certeza financiando ou apoiando, enfim. E aí vamos falar um pouquinho a respeito dos dos PEPs que estão envolvidos aí por trás. Eles também, por exemplo, poderiam se enquadrar em associação criminosa, organização criminosa, prevaricação? Pode ser que. O que vocês acham?

    00:14:01:08 - 00:14:06:13

    Laura Bullock

    Eu posso fazer um adendo antes dos PEPS sobre o financiamento?

    00:14:06:13 - 00:14:07:17

    Humberto Aleixo

    Claro, claro,

    00:14:07:17 - 00:14:43:13

    Laura Bullock

    Do acampamento? Então, a denúncia do Ministério Público, ela anexou imagens do acampamento de Brasília. Gente, eu vou falar o que eles colocaram na denúncia, tá? O acampamento tinha local para refeições, tinha feira, transporte, atendimento médico, sala para teatro de fantoche, massoterapia, carregamento de aparelhos eletrônicos, recebimento de doações, sala de reunião, tinha tenda para churrasco e distribuição de comida e água e uma tenda religiosa improvisada.

    00:14:44:08 - 00:14:45:23

    Laura Bullock

    Tinha uma estrutura de cidade.

    00:14:46:14 - 00:14:55:22

    Karina Avila

    Me fala uma coisa para quê teatro de fantoche?

    00:14:55:24 - 00:14:58:00

    Laura Bullock

    Tinha criança no acampamento.

    00:14:58:10 - 00:15:02:02

    Karina Avila

    Pais irresponsáveis, né?

    00:15:02:02 - 00:15:03:18

    Laura Bullock

    Ai tinha criança.

    00:15:04:08 - 00:15:31:19

    Laura Bullock

    E eles falaram e o Ministério Público também anexou ao processo Procuradoria Geral. Os cartazes. Alguns cartazes tinham até a data, tinham data de seis, sete e oito de janeiro e os cartazes falaram claramente Greve geral no Brasil, invasão do Congresso Nacional tomada pelo povo dia 7, 8 de janeiro, Congresso Nacional Brasília, Distrito Federal.

    00:15:34:08 - 00:15:49:20

    Laura Bullock

    Não recuar, não precipitar, não retroceder. Não tem dia para acabar a tomada do poder pelo povo. Local: Congresso Nacional. Esses são os banners que eles divulgavam entre eles. Então, assim a estrutura era organizadissima.

    00:15:50:17 - 00:15:52:11

    Karina Avila

    Né?

    00:15:52:11 - 00:15:53:13

    Laura Bullock

    organizadissima

    00:15:53:13 - 00:15:55:00

    Karina Avila

    Exatamente que.

    00:15:55:15 - 00:16:00:01

    Laura Bullock

    A gente não tinha como não saber. Eu falei brincando da bola de cristal, mas era muito óbvio.

    00:16:01:02 - 00:16:01:22

    Karina Avila

    Que ia acontecer.

    00:16:01:22 - 00:16:15:11

    Humberto Aleixo

    Por ser uma estrutura tão organizada, você acha que isso pode ser revisto? E essas pessoas, elas podem se enquadrar como uma organização criminosa de fato?

    00:16:15:13 - 00:16:42:24

    Laura Bullock

    Olha, eu acho que depende de quem. Como a gente comentou, alguns peões que estavam lá no meio, assim, na inocência, eu acho que provavelmente eles vão como associação criminosa porque, mas eu acho que em algum nível e algumas pessoas podem ser enquadradas como organização criminosa porque era muito estruturado e principalmente se eles descobrirem os financiadores e os executores lá de dentro, né?

    00:16:43:20 - 00:17:05:13

    Laura Bullock

    Porque tinha gente que coordenava os acampamentos e que administrava. Então eu não sei. Eu especularia que sim, mas que a maioria vai ser associação mesmo. E tem também, então a gente pode isso que eu falar. E quanto aos PEPS, né? Teve aí o governador do Distrito Federal que foi afastado por 90 dias.

    00:17:05:19 - 00:17:06:14

    Humberto Aleixo

    Ibaneis

    00:17:07:05 - 00:17:53:11

    Laura Bullock

    Exatamente Ibaneis foi afastado por 90 dias. E tem também o Anderson Torres, que foi preso. E como é que se chama? Omissão, peculato? Não é não peculato, é prevaricação isso. Prevariação. Então ele foi preso por prevaricação. E muito, muito se falava do GLO e tal. E também tem uma discussão sobre os militares que agiram de maneira a impedir a atuação da Polícia Militar que estava desfazendo acampamento e também, enfim, auxiliaram os manifestantes.

    00:17:53:17 - 00:17:55:14

    Humberto Aleixo

    Contribui de alguma forma

    00:17:55:14 - 00:17:56:11

    Laura Bullock

    Exatamente

    00:17:56:11 - 00:17:59:06

    Humberto Aleixo

    Exonerou um general do exército.

    00:17:59:24 - 00:18:00:19

    Laura Bullock

    Exatamente.

    00:18:00:24 - 00:18:05:13

    Humberto Aleixo

    Devido a manifestação pública do general em apoio aos protestos e tudo mais.

    00:18:05:22 - 00:18:07:17

    Laura Bullock

    Pois é. Então teve os militares

    00:18:08:03 - 00:18:14:11

    Humberto Aleixo

    Diretor da Polícia Rodoviária Federal também, que foi exonerado aí já em Dezembro, e

    00:18:14:11 - 00:18:15:24

    Karina Avila

    E muita gente ficou enrolada.

    00:18:16:23 - 00:18:44:10

    Laura Bullock

    Ficou. E os militares, eles estão nessa. É uma questão muito delicada, né? Porque eles querem ser investigados e denunciados pela estrutura da Justiça Militar, mas eles cometeram um crime comum. Então existe esse debate Quem é que vai investigar e denunciar e julgar? Porque não foi um crime militar, Não foi à toa durante a atuação. Então existe esse debate aí também.

    00:18:45:03 - 00:18:48:15

    Laura Bullock

    Vamos ver. Quem sabe a parte três. Vem aí

    00:18:48:15 - 00:18:48:24

    Karina Avila

    Pois é...

    00:18:49:01 - 00:19:14:12

    Humberto Aleixo

    Tomara que não né gente? Bom, as coisas se desenrolaram aí. A investigação, obviamente, ela prossegue, Mas agora a gente já teve as prisões, já teve a denúncia e tal, e para nós, a relevância no World-Check. A Karina, Agora que nós estamos, inclusive nomes, essa galera aí entra no World-Check?

    00:19:14:12 - 00:19:46:09

    Karina Avila

    Com certeza, né? A Laura tem estado muito ocupada com esse projeto. Né Laura? Criando os records necessários para a gente e para que a gente possa atender como World-Check na necessidade do nosso clientes e disponibilizar toda a informação que nós recolhemos. E está sempre sendo assim uma atualização constante, porque as informações vão saindo aos poucos. Então não sei se Laura, você quer conversar um pouquinho sobre isso.

    00:19:46:15 - 00:20:03:12

    Karina Avila

    Existem alguns clientes que estão realmente interessados em entender como a gente vai, como World-Check lidar com esses com com essas denúncias, com as prisões e tudo o mais. Conta para gente.

    00:20:03:12 - 00:20:33:18

    Laura Bullock

    Como você disse, as informações, elas saem aos poucos e elas saem em massa. Então, toda lista que eu pego tem de 300 nomes, 900 nomes. Então tudo é sim, tudo é enorme. Então a gente está usando de ferramentas cronológicas que a gente tem para poder manter tudo atualizado e constantemente. Então a gente está de olho em todos eles e eu estou pessoalmente cuidando hoje, com a ajuda de outros colegas também.

    00:20:33:18 - 00:20:45:00

    Laura Bullock

    A gente está mantendo tudo bem, atualizado o tempo inteiro, conversando entre si. E isso é a gente fala também daquele pacote anti-golpe não ia?

    00:20:46:01 - 00:21:10:15

    Humberto Aleixo

    Tem isso, que é isso que eu vou falar agora, porque a Laura, Laura, você disse, você tinha comentado aí a respeito da parte três desse tema e aí eu acho, é improvável que aconteça. Mas enfim, como se trata de Brasil, a gente nunca sabe, né? Até porque ontem, dia 26 de janeiro, a gente está gravando aqui. No dia 27, o ministro da Justiça, o Flávio Dino.

    00:21:10:15 - 00:22:24:04

    Humberto Aleixo

    Ele apresentou ao presidente Lula um pacote de propostas para endurecer as punições para quem está envolvido nesses atos golpistas e tudo mais. E, obviamente, para evitar que isso volte a acontecer. E aí uma das medidas, inclusive, foi até divulgado no Jornal Nacional, na edição de ontem à noite, a criação de uma guarda nacional pra proteger o patrimônio público, os prédios públicos, aumentar a pena de quem participa aí de atos golpistas, bloquear os bens de indivíduos ou empresas responsáveis pelo financiamento de maneira mais ágil. E também a gente sabe que esses atos eles se criam aí nas mídias sociais, nas redes sociais. Endurecer também a legislação contra os provedores para que eles derrubem de maneira muito mais rápida ou os posts aí dos golpistas. Parece que a lei prevê em até duas horas e eu queria ouvir de vocês o que vocês acham desse pacote de medidas, o que seria viável e o que é que não tem nada a ver?

    00:22:26:10 - 00:22:38:07

    Karina Avila

    Olha, em relação a tudo o que eu li em relação a esse pacote, eu acho que estava na hora de acontecer, como a gente falou,

    00:22:38:07 - 00:22:39:24

    Humberto Aleixo

    Tinha de fazer alguma coisa, né?

    00:22:39:24 - 00:23:03:03

    Karina Avila

    E as pessoas que participaram desse protesto e desse ato antidemocrático nunca esperaram ter uma consequência que elas estão tendo no momento. Então, assim, por que na história todo mundo protesta e quebra as coisas e bota fogo ali e bota fogo aqui e não existe um depois, né?

    00:23:03:17 - 00:23:07:09

    Karina Avila

    As coisas desaparecem, todo mundo esquece do acontecido.

    00:23:07:09 - 00:23:08:22

    Humberto Aleixo

    Não dá em nada

    00:23:08:22 - 00:23:38:19

    Karina Avila

    Exatamente. Não dá em nada, tudo acaba em pizza. Então assim a gente estava na hora de ter uma coisa formal. Eu acho que foi uma proposta boa, apresentada para o Lula, que vai requerer muita atenção e muita dedicação da parte do governo, para que estabeleçam regras claras para que o povo possa entender e compreender o que esse pacote significa e não se meter em encrenca.

    00:23:39:05 - 00:24:06:04

    Karina Avila

    Mas eu acho que é viável, mas vai assim, tipo, entrar em muita coisa. Eu estou falando que eu não gosto disso, eu sou contra aquilo, isso é minha opinião na rede social. Mas como que isso vai ser encarado, né? Uma vez que esse pacote seja implementado de uma maneira legal, isso vai vai ter que acontecer para a gente ver, eu acho.

    00:24:07:14 - 00:24:17:10

    Laura Bullock

    Eu acho também que tem uma diferença muito grande, entre outras manifestações que a gente já viu que tiveram vandalismo, a gente já teve manifestação que as pessoas chegaram

    00:24:17:11 - 00:24:20:07

    Humberto Aleixo

    Proporção que isso tomou..

    00:24:20:07 - 00:24:46:17

    Laura Bullock

    A gente já teve manifestação que as pessoas chegaram a sentar em cima do Congresso. A manifestação de junho de 2013, o povo sentadinho ali no Congresso. Então o povo chegou, não entrou, não chegou a invadir o prédio. E também a gente tem que lembrar o porque de que as pessoas estão se manifestando, porque isso é muito importante. Uma coisa você manifestar por que, enfim, por uma causa justa, Porque alguma coisa.

    00:24:47:08 - 00:24:48:20

    Humberto Aleixo

    Pedir um aumento de salário

    00:24:48:20 - 00:25:16:08

    Laura Bullock

    Exatamente isso. Vou dar o exemplo. Eu pedi o negócio da passagem. Quando a gente é que os manifestantes, junho, até quando começou, é por causa de aumento, exatamente. E depois virou uma loucura. Mas enfim, é uma coisa. Você protestar contra o aumento de passagem de ônibus, protestar por mais hospitais, por melhoria na escola, protestar contra o desmatamento de alguma coisa ou a demolição de alguma coisa.

    00:25:16:15 - 00:25:55:05

    Laura Bullock

    Mas agora você protestar contra o governo eleito democraticamente é complicado. Você é isso. Isso é um crime. Você, você invadir os prédios, dos três poderes e quebrar tudo lá dentro. Porque você acha que o governo eleito não deveria estar lá. É um governo democraticamente eleito. E o pior é quando você entra lá falando que o povo não quer. Quem é o povo ? O povo votou por alguém que é o presidente. Entendeu? Então 400 quebrando tudo é

    00:25:55:05 - 00:26:02:06

    Karina Avila

    Você gosta? Você é a favor? Então você acha que é uma boa ideia esse pacote?

    00:26:02:13 - 00:26:18:21

    Laura Bullock

    Eu não cheguei a ler os detalhezinhos, mas eu de fato acho que a gente precisa de alguma coisa para poder com algum aparato legal mais direto em relação a isso.

    00:26:18:21 - 00:26:19:14

    Humberto Aleixo

    Mais restrito

    00:26:19:14 - 00:26:22:05

    Laura Bullock

    Exatamente exatamente.

    00:26:23:01 - 00:26:57:12

    Humberto Aleixo

    Eu não sei se vocês concordam, mas eu tenho. Eu tenho acompanhado de perto a a respeito desse pacote de medidas e o que está acontecendo no Brasil. E eu queria ouvir de vocês, porque eu acho que o único ponto que eu não concordo com a criação desse pacote de medidas, essa criação da Guarda Nacional. Primeiro porque já existe uma força nacional específica para cuidar da segurança dos três poderes, que seria a Polícia Militar, em último caso o Exército.

    00:26:58:05 - 00:27:35:14

    Humberto Aleixo

    Então eu acho que onerar os cofres públicos, ainda mais com a criação dessa guarda nacional, pode não ser tão válido, até porque você precisa não somente do recurso, mas você precisa recrutar. Você precisa treinar essas pessoas e o governo está aí e em algum momento ele vai sair, vai ser substituído. Por exemplo, em 2026 ou 2030 vai entrar um outro governo que sim, isso e por exemplo, a direita extremista volta ao poder com essa guarda nacional lá?

    00:27:36:02 - 00:27:43:16

    Humberto Aleixo

    Aí não seria basicamente pedir pro lobo tomar conta das ovelhas? Faz sentido o que eu estou falando? O que vocês acham?

    00:27:44:07 - 00:27:52:05

    Karina Avila

    Amo as suas associações Humberto. Eu acho que você está certíssimo. É uma coisa para se pensar mesmo.

    00:27:53:17 - 00:28:18:21

    Laura Bullock

    Eu acho que tem que ver também qual que é o parâmetro de criação e tal. Mas as pessoas precisam urgentemente entender qual é a diferença e a diferença entre um órgão de Estado e um órgão de governo. Então porque é assim de Estado. Vai estar lá governo pós governo, entendeu o exército ou órgão de Estado. Então, independente de quem for o presidente, o Exército vai continuar sendo no Exército.

    00:28:18:22 - 00:28:28:22

    Laura Bullock

    Nas atribuições que o Exército tem. Agora também o próprio Exército ou a própria Guarda Nacional Futura. Se eu lembrar disso,

    00:28:28:22 - 00:28:37:06

    Humberto Aleixo

    Em teoria, em teoria . E só o que na na prática não tem funcionado muito bem assim, dessa forma.

    00:28:37:15 - 00:28:50:21

    Laura Bullock

    Então o que eu ia falar é que eu acho que, de fato, a segurança pública exige uma revisão na maneira como ela é organizada. Mas eu não quero entrar nesse debate filosófico porque senão a gente vai fazer outro episódio.

    00:28:51:16 - 00:28:55:09

    Karina Avila

    Mas vamos deixar para um episódio inteiro

    00:28:55:09 - 00:28:56:08

    Laura Bullock

    exatamente

    00:28:56:08 - 00:29:02:10

    Karina Avila

    Esse comentário, ok? Mas é uma coisa para se pensar, com certeza, Humberto.

    00:29:03:03 - 00:29:05:04

    Laura Bullock

    E eu também acho que tem que ficar de olho.

    00:29:06:06 - 00:29:19:14

    Humberto Aleixo

    Legal, bacana. Nosso tempo está chegando aqui no final. Eu acho que foi uma discussão bem proveitosa, né gente? Abordou muita coisa que vocês, acho que tem alguma coisa mais que vocês queiram acrescentar, comentar.

    00:29:20:13 - 00:29:33:03

    Laura Bullock

    Tem. Eu quero falar uma coisa, falei. Vocês já viram que toda vez que o Lula se refere ao Flávio Dino no Twitter, ele coloca um emoji de dinossauro?

    00:29:33:03 - 00:29:41:10

    Karina Avila

    Oi? Impressionante.

    00:29:42:07 - 00:29:46:20

    Laura Bullock

    Era isso que eu tinha pra falar.

    00:29:46:20 - 00:30:08:12

    Karina Avila

    Eu não vou falar mais nada depois dessa gente. Amei o episódio, Fiquem de olho, Acompanhe você que é meu cliente, fique de olho, A gente está atualizando tudo. Estamos colocando a informação fora para você que está esperando. As coisas estão, a informação está saindo para você. Pode ficar de olho, fazer a sua consulta.

    00:30:09:13 - 00:30:10:20

    Humberto Aleixo

    Fresquinha do forno.

    00:30:11:23 - 00:30:12:20

    Karina Avila

    Fresquinha.

    00:30:14:00 - 00:30:21:15

    Humberto Aleixo

    Então tá certo. Obrigado, Obrigado, Obrigado meninas! E a gente fala em breve novamente. Tchau, Brasil!

    00:30:22:13 - 00:30:30:11

    Karina Avila

    Valeu, tchau, tchau!